segunda-feira, agosto 08, 2005

o carteiro do P.S.

Seriam umas 11:50 quando hoje soou a campainha da porta. O timbre indicava que era a campainha da entrada do prédio e não a do patamar. Pensei "a esta hora se calhar é publicidade... ou algum pedinte" e continuei na minha árdua tarefa de me barbear. A minha mulher estava a pé, ela iria à porta atender.
Poucos minutos depois, completas as minhas abluções, saí da casa-de-banho e ao cruzar-me com ela perguntei-lhe "Quem era?", "O carteiro" respondeu-me.
Estranhei porque o mesmo só costuma aparecer lá pelas 12:30, mas talvez hoje estivesse acelerado coisa estranha num dia quente de verão talvez estivesse esfomeado.

Seja como for, o carteiro costuma escolher o andar para onde toca para a abertura da porta do prédio escolhendo um dos andares para o qual haja correspondência lógica de carteiro que me faz lembrar Neruda.
Como trabalho em casa sou muito caseiro e o tipo já me apanhou a presença lareira além de eu receber muitas contas para pagar, o botão da minha campainha já está metido para dentro com a impressão digital do carteiro... é por isso que sei bem a que horas ele costuma aparecer e aquela lógica dele para escolher para casa de que condómino vai tocar.
A minha lógica simples e geral dizia-me então que se ele tinha tocado para mim então logo existo e então eu tinha certamente correspondência na minha caixa de correio. Pois é. Mas desta feita a minha pobre lógica deixou-me ficar mal.
Quando pelas 12:26 desci para ir almoçar abri a caixa de correio para ver se seria mais uma das habituais continhas...

Oh! Espanto!
Lá dentro, um simples envelope branco com alguns dizeres impressos na frente, nos cantos superiores dum lado "oeiras a mudança tranquila www.oeirastranquila.com", do outro lado "infomail", e sem qualquer selo, carimbo ou vinheta, logo não tinha vindo pelo correio, tinha sido posto em mão. A caixa nada mais continha nenhuma correspondência.
Cheirou-me a esturro mas curioso, abri o envelope, para constatar apenas que envelopava uma missiva impressa dum dito cujo candidato socialista às eleições autárquicas a convidar-me a votar nele por ele e o partido dele se acharem o mÁximo!

Por acaso, ainda estou algo indeciso sobre o meu sentido de voto. Oeiras não é um Concelho onde a escolha seja fácil, em particular para quem nutre por ele um sincero carinho. E por 'indeciso' refiro-me a todo o espectro político da Esquerda (ou aparentado.)
Mas se eu não estava inclinado para o P.S. então agora é que posso dizer que neles não voto de certeza!
Pois se para fazerem campanha eleitoral vale tudo, vale até o tipo ou tipa ou afim que anda a distribuir a propaganda MENTIR aos munícipes e fazer-se passar pelo carteiro para garantir que lhe franqueiam a entrada, imagino como serão com o poder...

p.s. (o scriptum...): curioso a dita missiva mencionar coisas como qualidade de vida obras estruturantes acessibilidades creches infantários trabalhadores famílias felizes fóruns provedores web (leia-se micro$ofre e windows) e etecéteras, e não ter uma única menção à palavra CULTURA... olhem que esta já foi inventada... há muitos anos...


NISI CREDIDERITIS NON INTELLIGETIS

2 comentários:

LUA DE LOBOS disse...

embora more ao lado(concelho de cascais) acabei por rir com essa do envelope do PS ... o que eles inventam neste país de palhaçada e faz-de -conta...
xi
maria

José António disse...

Olá maria 'Lua de Lobos'!

Bem aparecida seja neste meu cantinho deste manicómio chamado Portugal, onde tento não enlouquecer apregoando a loucura alheia...

Vou dar uma espreitadela no seu cantinho.

Inté!